Foi bom pra você? Foi OK… | Review Glee – 3×05 – “The First Time”

  

Demorei para escrever esse review porque fiquei meio irritado com o tamanho do Hype que o episodio ganhou. Vários veículos dizendo que era um episodio imperdível, e um dos melhores da série, e blá, blá, blá. Isso me irritou porque não passou mesmo de “blá, blá blá”s para chamar atenção para um episodio bem mediano que se salva pelas ótimas performances do musical “West Side Story”, que por sinal eu imaginava receber um destaque muito maior do que foi. E agora com o episodio desta semana eu me animei e resolvi escrever logo.

O episodio já começa dizendo qual a finalidade dele. Discutir essa coisa da sexualidade dos adolescentes. Como eles devem interpretar jovens abertos e que se expressam sexualmente e livremente sem nem ao menos saber o que é sentir o desejo sexual?

Tudo bem que eles resolveram levar pelo lado romântico das coisas, e acho que isso foi o que mais me “irritou”. Em todos os momentos eles abordam a sexualidade como algo gráfico e a ser explorado, só que na hora de explorar/mostrar de verdade, eles mascaram com essa BIG camada de romantismo para “vender” ao público americano? Aos fãs da série? Às crianças que assistem a série? Não sei. É um tanto quando hipócrita da parte deles lidarem com gravidez na adolescência, pessoas saindo do armário, ter sempre comentários sexuais explícitos e depois mascarar tudo para na hora do vamos ver, ser uma coisa bonita, romântica e… irreal.

  

Não digo que isso não pode acontecer na vida real, nem que eles precisam mostrar a cena de sexo como se estivessem em um filme pornô, mas o tratamento que eles deram foi muito “Disney-Like”, um pouco mais ousado, é claro (já que a Disney não lida nem com beijos na boca). Nos tempos modernos, as crianças/adolescentes estão amadurecendo muito mais rápido, e não adianta eles quererem regredir o tipo de educação, apenas para “purificar” a imagem do sexo na série.

Questões como a primeira vez deveriam ser abordadas, mas os jovens de Glee não parecem sofrer da mesma carga de hormônio que as pessoas normais tem. Eles parecem apenas querer cantar sobre, mas não fazer nada. Isso vale principalmente para o casal gay Kurt e Blaine. Estava com muita expectativa para ver como seria tratado a primeira vez de um casal gay, que realmente está apaixonado. E foi isso, apenas amor, não que isso seja ruim, mas não senti a vontade, o desejo que deveria existir em uma relação dessas.

O mesmo vale para Rachel e Finn. No começo da série mostrava os dois se amassando e tal, aquelas coisas de 1ª base, 2ª base, e agora não. Claro que os amassos foram retomados antes do momento decisivo, mas voltou meio que apressado demais. O tom dos casais era de amor bobinho, amor Disney. Ponto positivo para o casal Tina e Mike. Ver a garota descrevendo a primeira vez deles, foi algo tanto amoroso, carinhoso, como carnal. Rolava esse desejo, com Rachel e Finn, e principalmente, Kurt e Blaine, não. Eles fizeram isso apenas porque acharam que os casais deveriam fazer. Que já estava na hora. Eles não desenvolveram esse desejo que existe dentro do ser adolescente, e isso me incomodou. Perdeu a verossimilhança, e ficou vazio, falso, assim como todos os “contos-de-fada” e amores da Disney.

  

Um ponto da contradição e hipocrisia da série, é que eles exibem um exemplo de gay mais aberto, sem papas na língua e que sabe os desejos que tem e o que fazer para satisfazê-los. Desculpe ser claro, mas Kurt e Blaine, por mais fofo e adorável que eles sejam, eles são o casal MENOS SEXUAL que eu já vi. Kurt não sabe, nem se interessa em ser sexy, Blaine tem um sex appeal que vem em decorrência de sua beleza. E ainda assim os dois fizeram amor, ao invés de sexo. Muito bonito, Glee! Estou chorando de emoção… só que ao contrário! Eu preferia muito ver a “realidade” tentando ser retratada e adaptada na televisão do que ver um faz-de-contas cheio de caricaturas.

Agora tem um faz-de-conta que me emocionou de verdade. A história de Beiste pode ser real. Nós vemos pessoas como ela em nossos cotidianos e nem sequer imaginamos os tipos de conflitos e inseguranças internas que a pessoa possui. Só espero que continue assim com a Coach Beiste, pelo menos. Já que os adolescentes fazem parte da Disney sem nem saber. Outra coisa interessante, foi ver como a própria Emma também não soube lidar com o assunto, e fugiu rapidamente. Artie conseguiu conversar com Beiste a respeito, mas Emma escapou, e não deveria ter escapado, senhores roteiristas.

  

As performances foram incríveis e não tiveram o destaque merecido. Acho que o musical devia ter tido o seu episodio especial, assim como Rocky Horror Show. Enfim, a única fora do musical foi Uptown Girl, de resto tivemos America, Tonight, One Hand One Heart e A Boy Like That, todas presentes em West Side Story.

E aí, o que achou do episodio? Achou fofinho? Bonitinho? Acreditou nas relações secsuais dos personagens? Comentem abaixo! Vai que eu falei muita besteira né? Depois vai lá e curte a gente no Facebook e nos siga no Twitter que a gente te avisa mais novidades sobre Glee e outras séries.

About kywi

Uma fruta que curte muito o universo pop, e tenta sempre estar antenado.

Posted on November 17, 2011, in Glee, Séries and tagged , , , , , , , , , , , , , . Bookmark the permalink. 2 Comments.

  1. Wellington Ronald

    Eu acredito que David Karofsky tem muito mais a oferecer ao personagem do Kurt Hummel a nível de paixão, tórrida, aquele frenesi de desejo misturado com o “proibido”, enfim talvez se eles colocassem ele no lugar de Sebastian para o triâgulo ferver quem sabe não funcionaria melhor. Tá certo não precisaria ser Queer as Folk, mas Disney já basta uma! Ah parabéns belo blog acesso diariamente do Serviço rsrsrs.

    • Ebaaa! Great to know that, Wellington!
      Também achava super mais válido eles reintroduzirem o Karofsky do q introduzir um personagem novo que todos já odeiam antes de aparecer!
      Disney no more… please!

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s

%d bloggers like this: